5 Termos do mercado imobiliário que todo investidor deveria conhecer

A retomada do mercado imobiliário e a influência da gestão de facilities »  ABRAFAC
  • Alienação Fiduciáia

 É a transmissão da propriedade de um bem ao credor para garantia do cumprimento de uma obrigação do devedor, que permanece na posse direta do bem, na qualidade de depositário.

Essa forma de garantia desobriga o credor de ter que acionar o devedor e somente depois ir à busca do bem objeto da garantia, facilitando e apressando o retorno de seu investimento.

Trata-se de um acordo entre o credor e o devedor e ocorre quando o devedor utiliza o imóvel como garantia do pagamento de uma dívida.

  • Incorporação imobiliária

Trata-se de uma prática de investimento no mercado imobiliário muito comum no Brasil. Na incorporação imobiliária, geralmente o foco está em projetos de edifícios e condomínios, nos quais o incorporador comercializa as unidades ainda na planta ou em fase de construção.

  • INCC

O índice nacional é constituído de acordo com a média considerada à partir dos dados que se coletam nas sete cidades que são analisadas, combinando o sistema de preços com o sistema de pesos.

De modo geral, o INCC considera todos os valores materiais, sendo eles: equipamentos, serviços e mão de obra. Com isso, o custo dos materiais se divide em três grupos: Estruturais, instalações, acabamentos.

A Fundação Getúlio Vargas obtém os dados por meio de orçamentos analíticos de organizações que atuam com engenharia civil.

  • Crédito imobiliário

Refere-se ao empréstimo que instituições financeiras concedem a pessoas que desejam adquirir um bem imóvel por meio de um financiamento.

O crédito imobiliário costuma ser oferecido a partir do Sistema Financeiro de Habitação (SFH) e do Sistema de Financiamento Imobiliário (SFI).

  • Financiamento imobiliário

Financiar é pegar dinheiro emprestado com algum banco e retornar esse dinheiro com pagamentos de parcelas ao longo de um prazo pré-definido em contrato. De maneira geral, o comprador do imóvel paga um valor de entrada ao vendedor e pede emprestado com o banco o restante, que será pago em parcelas corrigidas e acrescidas de juros.

Durante esse período, o imóvel fica ligado ao comprador mas não pode ser negociado enquanto não quitar o empréstimo com o banco. Há diversos tipos de contratos que podem ser firmados em um financiamento, mas o mais comum é o chamado de “contrato de compra e venda a prazo com pacto adjeto de alienação fiduciária.

Copyright © - Todos os direitos reservados.